Funcionários doavam salários inteiros para campanha de Bolsonaro

MICHAEL MELO/METRÓPOLES

Mais uma polêmica envolvendo a família Bolsonaro pode ser alvo de investigações. Dessa vez, foram encontrados indícios de que funcionários do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), doavam dinheiro para a campanha dele e dos filhos. Os valores chegavam a ultrapassar os próprios salários ganhos. A informação é da revista IstoÉ.

Se ficar confirmada a suspeita do Ministério Público de que o ex-assessor de Bolsonaro, Fabrício Queiroz, administrava uma caixinha de colaborações dos demais servidores, essa prática semelhante, talvez com objetivos idênticos, pode entrar na lista de irregularidades cometidas pela família.

As informações constam das próprias contas eleitorais. Em vários casos, servidores de Jair Bolsonaro foram responsáveis por doações, por meio de serviços ou em dinheiro em espécie, aos filhos desde quando eles começaram a disputar eleições, a partir de 2002.

Ou seja, parece comum que servidores contratados por eles empregassem – obrigados ou não – o dinheiro proveniente de seus ganhos mensais no apoio político-eleitoral aos Bolsonaro.

Fonte: Metrópoles/IstoÉ