Pernambucana Brenda Lee é símbolo no Google para Dia da Visibilidade Trans

Foto: Reprodução/YouTube

Reforçando a luta de pessoas trans e travestis, as redes sociais se mobilizam em celebração ao Dia da Visibilidade Trans. Nesta terça-feira (29), o Google - que sempre divulga designs especiais em datas comemorativas - preparou uma homenagem a Brenda Lee, transexual pernambucana, natural de Bodocó, no Sertão, e militante dos direitos LGBTI+ nos anos 80.

O reconhecimento ocorre 15 anos após a campanha "Travesti e Respeito", momento que marcou a entrada de 27 travestis, mulheres transexuais e homens trans no Congresso Nacional em Brasília, em 29 de Janeiro de 2004. A campanha foi a primeira do Brasil a ser protagonizada por pessoas trans e definiu o dia 29 de Janeiro como o Dia da Visibilidade Trans.

Contudo, a luta LGBT no Brasil é antiga. Brenda Lee, a homenageada do Google, em 1998 abriu sua casa, em São Paulo, para receber um portador de HIV e, de modo pioneiro, iniciou o acolhimento e assistência de pessoas trans e travestis expulsas do âmbito familiar. O local ficou conhecido como Palácio das Princesas.

Reconhecido mundialmente, o trabalho de assistência médica, social, moral e material da Casa de Apoio Brenda Lee se tornou referência e levou a criação do Prêmio Brenda Lee, em 21 de outubro de 2008. A premiação é realizada de cinco em cinco anos, com sete categorias que fazem parte das comemorações do Dia Mundial de Combate à Aids.

Fonte:  Portal FolhaPE