Suspeito de ataque a mesquitas era personal trainer e atendia crianças

 Reprodução

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O australiano Brenton Tarrant, 28, suspeito de ser o autor de ataques a tiros em duas mesquitas da Nova Zelândia nesta sexta-feira (15), era um personal trainer que atendia crianças de forma gratuita, segundo pessoas próximas a ele ouvidas pelo site australiano ABC.

No ataque, ao menos 49 pessoas morreram. A polícia prendeu quatro suspeitos, mas não confirmou se Tarrant é um dos detidos. O governo australiano disse que um cidadão de seu país foi preso na Nova Zelândia.

Tarrant transmitiu ao vivo pelo Facebook cenas de um ataque com armas a uma mesquita e publicou um manifesto de mais de 70 páginas em uma rede social, no qual descreveu a si mesmo como um "etnonacionalista e fascista".

Ele disse ainda ser "um homem branco comum, de uma família comum", que nasceu na Austrália em uma família trabalhadora e de baixa renda, e ressalta sua origem europeia. "As origens da minha língua são europeias, minha cultura, minhas crenças filosóficas, minha identidade é europeia e, mais importante, meu sangue é europeu", escreveu, apontando vir de uma linhagem de Escoceses, irlandeses e ingleses.

Fonte: Folhapress