PM que espancou dona de lanchonete no Rio vira réu

REPRODUÇÃO

O cabo da Polícia Militar Augusto Cesar Lima Santana, que espancou a dona de uma lanchonete em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, virou réu na Justiça, segundo a GloboNews. O policial irá responder por lesão corporal grave, constrangimento ilegal, ameaça e falsa identidade. Se for condenado pelos quatro crimes, ele pode ficar preso por até oito anos e seis meses.

As agressões ocorreram dentro da lanchonete da vítima e foram registradas pelas câmeras de segurança.

Segundo a ocorrência policial, a esposa do PM pediu um lanche por meio de um aplicativo, mas a comida não chegou como ele queria. Em seguida, os clientes ligaram para reclamar e começou uma discussão. A vítima disse que o policial se identificou como sendo da Polícia Federal e afirmou que uma viatura iria buscá-la.

O PM, então, decidiu ir até a lanchonete, onde começaram as agressões. Nas imagens, é possível ver o agressor puxando a vítima pelo cabelo e dando vários socos e chutes. Em entrevista ao portal G1, a mulher disse que o homem chegou armado e rendeu os motoboys e, logo depois, partiu para a violência. A Polícia Militar do Rio de Janeiro ainda não se pronunciou sobre o caso.

Fonte: Metrópoles