Sem transporte, famílias percorrem 2 km a pé ou de bicicleta para levar crianças à escola na Bahia

Foto: Reprodução/TV Sudoeste

Famílias do povoado de Vereda, que fica a cerca de 13 km da zona urbana de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, enfrentam dificuldades para levar os estudantes para a escola.

Como não há transporte escolar gratuito, elas precisam percorrer cerca de 2 km a pé ou de bicicleta, para que as crianças possam estudar.

"Quando as crianças não têm bicicleta, têm que vir a pé. As que têm bicicleta, vem a pé. Tem mãe que trabalha e não tem como os filhos virem para a escola, porque não tem quem trazer", disse a dona de casa Jéssica Oliveira.

A também dona de casa Lucivânia Ribeiro precisa percorrer o trajeto duas vezes por dia, porque tem filhos estudando nos turnos da manhã e da tarde. "Eu tenho dois filhos. Um estuda pela manhã e o outro pela tarde. Eu tenho que levar eles a pé, porque eu não tenho bicicleta".

As famílias já questionaram a falta de transporte para os alunos nas reuniões escolares, mas o problema ainda não foi resolvido pela prefeitura.

"A gente já levou [a questão] nas reuniões da escola, mas eles falam que as crianças são pequenas e não tem monitor [para o ônibus escolar]. A gente já propôs de um dos pais vir acompanhando eles, para não precisar vir andando ou de bicicleta", disse Tatiane Santos, que também precisa levar a filha no trajeto.

A estrada é movimentada e o fluxo de veículos grandes, como caminhões, é constante. Por conta disso, as famílias têm medo de acidente com os estudantes. Eliete Lisboa, que leva a filha de bicicleta para a escola, já sofreu acidente na pista.

"Um dia cedo eu vim com minha filha na garupa, para trazer para a escola, e o rapaz de moto 'topou' [bateu] de frente, aí eu caí com a menina. E ele nem assistência deu. O risco de ocorrer acidente é frequente", afirmou.

Por meio de nota, a Prefeitura de Vitória da Conquista informou que os alunos da Escola Arthur Saldanha não estão sendo transportados porque moram nas proximidades da instituição.

A prefeitura disse ainda que todos os outros alunos, que residem há uma distância superior a 2 km da escola, são contemplados com transporte. Ainda na nota, o município informou que, com base no Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate), a responsabilidade de transporte pelo município é para os alunos que moram há mais de 2 km de distância da escola.

Fonte:  Luan Ferreira e Heverton Teixeira, TV Sudoeste