Estudante é morto por bala perdida em ponto de ônibus na Tijuca

Divulgação

Rio - Um estudante foi morto com um tiro no peito quando estava em um ponto de ônibus a caminho da escola na Rua Conde de Bonfim, na Tijuca, na Zona Norte do Rio. De acordo com a polícia, a base da UPP Borel que fica no Morro Chácara do Céu foi atacada por criminosos.

Gabriel Pereira Alves, 18 anos, chegou a ser socorrido por um morador da comunidade que é motorista de aplicativo e o levou para o Hospital São Francisco da Providência de Deus, o antigo Hospital Ordem Terceira, mas não resistiu aos ferimentos. O garoto estava no ponto de ônibus em frente ao Carrefour, às 6h24. Ele era morador do Borel e cursava o terceiro ano do ensino médio no Colégio Estadual Hebert de Souza, no Rio Comprido. Familiares contaram que houve uma operação policial no morro no final da madrugada. A PM nega.

Gabriel estava com uma amiga no ponto de ônibus quando começaram os tiros. "Na hora que foram abaixar para se esconder dos tiros, ele já colocou a mão no peito. Ela achou que ele estivesse brincando, pediu para ele parar, mas ele disse que era sério e caiu", contou Natanna Souza, 29 anos, prima do jovem. O pai de Gabriel faz aniversário nesta sexta-feira.

O estudante era o filho do meio de três filhos e tinha o sonho de jogar futebol. "Ele era um menino alegre, gostava de futebol, tinha uma namorada, estudava, o que um garoto da idade dele faz. Ele tinha sim (sonho de jogar futebol), se não me engano treinava no Montanha Futebol Clube, na Usina", contou a técnica em Nutrição.

Segundo a PM, os criminosos dispararam de cinco a dez tiros em direção à base da Chácara do Céu, mas não conta que não houve revide e nenhum policial ficou ferido. O policiamento foi reforçado após o ataque. A Polícia Civil foi ao local realizar perícia e deve ouvir familiares do rapaz no hospital. A investigação ficará a cargo da Delegacia de Homicídios (DH-Capital). 

De acordo com a direção do Hospital São Francisco na Providência de Deus (HSF), Gabriel Pereira Alves, deu entrada na emergência, por volta das 7h40, já sem vida. "O paciente apresentava ferimento por arma de fogo na região do tórax", disse a unidade de saúde.

Fonte: O Dia / Rafael Nascimento e Thuany Dossares