Flamengo pode ter portões fechados em jogo decisivo da Libertadores

Gilvan de Souza / Agencia O Dia

Rio - A torcida do Flamengo corre o risco de não ir ao Maracanã na partida contra o Internacional, pelas quartas de final da Libertadores, no dia 21 de agosto. Isso porque a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) decidiu abrir um processo contra o clube carioca por uso de sinalizadores e bombas na partida contra o Emelec pela Libertadores. As informações são do portal "UOL".

Além de jogar com os portões fechados, o Tribunal Disciplinar pode punir o clube com uma advertência, pagamento de multa, proibição de jogar em um determinado estádio, dentre outras. O Flamengo pode receber todas as punições previstas pelo tribunal.

O relato foi escrito pelo delegado da partida e pelo oficial de segurança da Conmebol, ambos relataram que durante o jogo houve "bombas de grande estrondo" e o uso de sinalizadores.

O Flamengo tem até o dia 9 de agosto para prestar esclarecimentos para o órgão. A assessoria do clube foi procurada e informou que o Rubro-negro ainda não foi notificado.

Fonte: O Dia