Macri reconhece derrota para candidato de Kirchner em eleições prévias

MauricioMacri.com.ar/Divulgação

O presidente da Argentina, Mauricio Macri (foto em destaque), reconheceu a derrota nas eleições primárias no país para o kirchnerista Alberto Fernández e disse que “doeu” não ter obtido todo o apoio que esperava no pleito. Às 0h22 (de Brasília), com 88,17% das urnas apuradas e 75,86% de comparecimento dos eleitores, o opositor havia conquistado 47,34% dos votos, enquanto a coalizão de Macri aparecia com 32,25% do total.

Apesar da derrota, Macri disse que “seguirá em frente” e, de acordo com a agência estatal Telám, afirmou ser “muito importante que todos continuemos a dialogar neste país e que expliquemos ao mundo o que queremos”. O presidente assegurou que fará o que estiver ao seu alcance para seguir conduzindo a Argentina e criticou a oposição. “Dói em minha alma ver que tantos argentinos acreditam que a alternativa é retornar ao passado”, disse, referindo-se ao kirchnerismo. A candidata a vice-presidente na chapa encabeçada por Fernández é a ex-presidente argentina Cristina Kirchner (2007-2015).

MundoArgentina vai às urnas neste domingo em eleições primáriasCerca de 34 milhões de eleitores estão habilitados para votar nas 185 mil urnas distribuídas pelo país, em mais de 14 mil colégios.

Jornalista: Estadão Conteúdo