Grávida escreve nome do assassino com sangue antes de morrer

TV Anhanguera / Reprodução

A Polícia Civil de Goiás prendeu um homem de identidade não revelada suspeito de esfaquear e matar uma mulher grávida de sete meses na cidade de Anápolis, no interior de Goiás, na última segunda-feira (20).
Luciene Maria de Souza, de 38 anos, entrou correndo em uma lanchonete nas imediações da rua em que ela foi esfaqueada. Ela pediu ajuda, mas terminou morrendo no local. Antes de morrer, porém, ela deu pistas sobre quem a atingiu.

"No momento em que chegou à lanchonete ela escreveu o nome do possível autor em uma mesa", afirmou o policial militar Osvaldo Abraham em entrevista à TV Anhanguera. Com o nome do suspeito, a polícia realizou buscas na região e encontrou o homem ainda sujo de sangue.

Ele foi encaminhado à delegacia e está à disposição da justiça. O feto que Luciene gerava também não resistiu ao crime.

Fonte: IG - Último Segundo