Cai para 7 número de casos suspeitos do novo coronavírus no Brasil, diz ministério

Reuters/ADRIANO MACHADO

BRASÍLIA (Reuters) - O Brasil registrou uma queda para 7 casos suspeitos do novo coronavírus, mantendo o país sem nenhum caso confirmado da doença respiratória, informou o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira, em entrevista coletiva sobre as ações referentes ao vírus.

Conforme o ministério, há 3 casos sob investigação em São Paulo e 1 em Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul. Segundo Oliveira, a idade média dos suspeitos é de 30 anos e os 7 casos são de pessoas que viajaram para a China, mas não para a região de Wuhan, local onde eclodiu a epidemia da enfermidade.

Até o momento, o Brasil já descartou 32 casos suspeitos do novo coronavírus. O país tem registrado nos últimos dias uma queda nos casos suspeitos --na sexta-feira passada, eram 8 casos sob investigação.

O novo coronavírus já matou 813 pessoas no mundo --somente uma fora da China-- e infectou ao todo cerca de 37,5 mil pessoas.

Apesar de uma tendência de queda dos casos suspeitos do vírus, o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, disse que é cedo para dizer que há um refluxo nos casos. "Está muito cedo para falar qualquer coisa, a gente tem muita pergunta desse vírus não respondida", disse, ao considerar que não se sabe como essa doença vai se comportar na época de frio no país.

Mandetta disse que é possível que o coronavírus chegue ao país. Para ele, é muito precoce para fazer qualquer avaliação e que essa "foto 3 por 4" pode mudar.

Questionado sobre os brasileiros que chegaram da China e estão em quarentena em uma base militar em Anápolis (GO), o ministro afirmou que parece que a operação está indo bem. Disse que um boletim sobre a situação deverá ser divulgada no local, "Estão todos assintomáticos", destacou.

Fonte: Reuters