Homem entra no hospital em Jaboatão como acompanhante e sai morto, denuncia familia

Foto: Reprodução / Whatsapp

O agricultor Ivan Bezerra da Silva, 41, saiu da sua cidade natal, Jurema, no Agreste pernambucano, para acompanhar um amigo que estava em tratamento no Hospital Memorial Jaboatão, em Jaboatão dos Gaurarapres, na Região Metropolitana do Recife. Porém, de acompanhante do amigo, o agricultor só deixou a unidade de saúde como morto segundo a família, que soube do óbito no último dia 2. A evolução hospitalar de Ivan ainda não foi entregue pelo hospital e a família se pergunta: O que aconteceu na unidade? Além das dificuldades em compreender o ocorrido o parente, família e amigos encontraram um vídeo nas redes sociais que mostra Ivan no hospital, onde se encontra amarrado em uma maca, recebendo estímulos da pessoa que filma para se movimentar.

"A última situação em vida que a gente viu meu irmão em cima da cama tentando sair da cama e uma mulher manda meu irmão, amarrado, dançar lambada", relatou, entre lágrimas, Patrícia Bezerra da Silva, sobrinha de Ivan. De acordo com Patrícia, o hospital entrou em contato para avisar que o estado de Ivan estava grave dias antes de anunciar a morte, mas a família sequer imaginava que ele estava doente. O laudo da morte registra como causa insuficiência respiratória aguda e infarto agudo do miocardio. O caixão foi enviado lacrado para a família.

Conhecido como "Due" em Jurema, Ivan era saudável e se dispôs a acompanhar José Galdino da Silva, que estava em tratamento na unidade. Na filmagem que circula nas redes sociais, Ivan está amarrado em uma cama hospitalar, e a pessoa que filma incentiva a movimentação do, então, paciente. "Vai, te agita aí, menino. Dança lambada", fala a mulher que faz a gravação. 

"A familia quer saber o que aconteceu. Ele foi enterrado sem Certidão de Óbito e o Hospital Memorial Jaboatão está colocando dificuldades", informou o advogado da família, Maurício Gomes. De acordo com o advogado, a família solicita a ficha de atendimento e o prontuário para saber como foi a evolução de Ivan de acompanhante para morto."A autoridade policial já tem ciência disso. Na 20ª Delegacia de Jaboatão dos Guararapes, já existe um Boletim de Ocorrencia solicitando a entrega dos documentos", completou Maurício.

A Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes informou que vai procurar a direção do hospital para apurar os fatos. De acordo com a Secretaria de Saúde da cidade, o Hospital Memorial Jaboatão é uma entidade filantrópica conveniada com o município. Segundo a prefeitura, a secretária de Saúde, Zelma Pessoa, vai ao hospital nesta quinta-feira (9) para apurar a situação.

Fonte: Folhape / Maria Priscila Martins