Nos pênaltis, Santa supera Náutico e está na final do Estadual

Foto: Rafael Melo/SCFC

Há um ano, Santa Cruz e Náutico disputaram nos pênaltis uma classificação na Copa do Brasil. O Tricolor levou a melhor. História que se repetiu neste quarta (29). Após 0x0  no tempo normal, na Arena de Pernambuco, pela semifinal do Campeonato Pernambucano, a Cobra Coral superou o Timbu nas cobranças, por 7x6, e está na final do torneio. O  adversário sairá do confronto entre Salgueiro e Afogados, na quinta (30), no Cornélio de Barros.

Com quase o dobro de posse de bola no começo da partida, o Santa Cruz só não obteve mais espaço para transformar o volume em chances perigosas porque o Náutico adotou uma postura mais retraída, reforçando a marcação em Paulinho, principal peça de transição entre defesa e ataque dos tricolores. Por 20 minutos, o confronto não fez jus ao seu apelido histórico. A metade final dos primeiros 45 minutos, contudo, trouxe um pouco mais de ação.

Após a primeira boa oportunidade da partida, em cabeça de Jorge Henrique, o jogo ficou mais quente. O Santa respondeu com um chute de Didira na trave, após saída errada de Jefferson. Thiago quase marcou um belo gol em toque colocado na entrada da área. O Tricolor assustou com a falta  cobrada por Toty. Um "lá e cá" que não foi capaz de alterar o zero do placar.

O Náutico do segundo tempo foi diferente. Ofensivo, mas sofrendo a falta de sintonia do trio de ataque, que colecionava erros em domínio e passe. De falta, Thiago chegou perto, mas Maycon Cleiton fez boa defesa. Justo quando o Timbu estava melhor, foi o Tricolor que teve a grande chance do confronto. Jeremias chutou e a bola bateu na mão de Carlão. Pênalti mal cobrado por Pipico e defendido por Jefferson.

Com o 0x0 no tempo normal, a vaga na final do Pernambucano foi decidida nas penalidades. E foram muitas: 16 ao todo. Fabiano perdeu para o Santa, mas Maycon pegou as cobranças do Náutico de Thiago e Djavan, garantindo o Tricolor na disputa pelo título.

Ficha do jogo

Santa Cruz 0 (7)

Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves (Celio) e Fabiano; André, Paulinho e Didira (Tinga); Derlis (João Cardoso, Victor Rangel (Jeremias) e Pipico. Técnico: Itamar Schulle.

Náutico 0 (6)

Jefferson; Hereda, Rafael Ribeiro, Carlão e Willian Simões (Erick Daltro); Rhaldney (Wagninho), Jhonnatan (Jean Carlos) e Jorge Henrique (Djavan); Erick, Kieza eThiago. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Local: Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata/PE)
Árbitro: Rodrigo Pereira. Assistentes: Clóvis Amaral e Bruno Chaves
Cartões amarelos: André, William Alves, Danny Morais (S); Willian Simões, Carlão, Erick Daltro, Wagninho (N)

Fonte: Folhape / William Tavares