Primeira etapa da vacinação terá quatro fases; saiba em qual você está

 

Reginaldo Pimenta / Agência O DIA

O secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, divulgou neste domingo (3) detalhes de como a Prefeitura irá seguir o Plano Nacional de Imunização produzido pelo Ministério da Saúde. O plano prevê cerca de 2,6 milhões de cariocas vacinados na primeira etapa, dividida em quatro subgrupos. O início da imunização ainda não tem data confirmada, mas a chance de a vacinação começar no fim de janeiro é 'altíssima', segundo Soranz.


Em entrevista coletiva neste domingo (3), no Palácio da Cidade, em Botafogo, o prefeito Eduardo Paes disse que o ministro Eduardo Pazuello anunciará as datas do Plano Nacional de Imunização na segunda-feira. Segundo ele, existe uma 'especulação' de que a distribuição pode começar no dia 20 de janeiro. Apesar de não ter data oficial confirmada, o Plano Nacional de Imunização já tem ordem de prioridade. Confira:


1ª fase: idosos acima de 75 anos de idade; trabalhadores da saúde; indígenas, idosos em instituições de longa permanência, como asilos.

2ª fase: idosos na faixa etária de 60 a 74 anos.

3ª fase: pessoas com comorbidades

4ª fase: professores; profissionais das forças de segurança e salvamento; funcionários do sistema prisional; privados de liberdade.


Os 2,6 milhões de cariocas vacinados nesta primeira etapa representam pouco mais de 30% do total de habitantes da cidade (6,7 milhões) - serão necessárias 5.095.910 doses nesta fase, já que a vacina será administrada em duas doses. Para chegar ao quantitativo, a secretaria de Saúde fez uma planilha com o total de idosos que vivem no Rio: são 811.235 idosos acima de 75 anos; 2.181.861 idosos na faixa etária de 60 a 74 anos; 10.892 idosos em instituições de longa permanência.


Também há no município 545.197 trabalhadores da saúde; 97.225 professores; 92.205 profissionais das forças de segurança e salvamento; 991 funcionários do sistema prisional; 48.708 presos; e 339 indígenas.


Capital terá 450 pontos de vacinação


Sobre a vacinação no Rio, o secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz, afirmou que serão 450 pontos de aplicação das doses espalhados pela cidade, a maioria deles em Clínicas da Família.


"Se não fosse a Clínica da Família, seria muito difícil. São 10,5 mil profissionais de saúde envolvidos. Não é nada simples", declarou Soranz. "O calendário vai ser divulgado pelo programa nacional de imunização. A nossa expectativa é que se inicie no fim de janeiro. Esse calendário vai ser anunciado pelo Ministério da Saúde".


O governo do estado já tem em estoque oito milhões de seringas e fez a encomenda de outras oito milhões. "Eu disse que o Rio estaria preparado para o plano nacional de imunização. Já chegaram oito milhões de seringas e em janeiro chegam mais oito milhões. Nós já teremos as seringas todas, e o material todo na primeira fase. O Rio vai estar completamente preparado. Se a vacinação começasse na quarta-feira, estarámos 100% preparados", disse o governador em exercício Cláudio Castro.


Na próxima segunda-feira (4), autoridades federais devem se reunir com representantes da indústria farmacêutica para negociar outros itens necessários para a imunização. "O secretário de Atenção Primária estará amanhã no Rio de Janeiro para se reunir com indústrias farmacêuticas para tratar de problemas como aquisição de luvas, seringas, agulhas. Nenhum tipo de intercorrência deve prejudicar a vacinação. A força do SUS está na nossa união", comentou o superintendente do Ministério da Saúde no Rio, George da Silva Divério.


Paes: Ministério da Saúde anunciará datas de vacinação nesta segunda-feira

O prefeito Eduardo Paes (DEM) revelou, na manhã deste domingo, que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, vai divulgar as datas da vacinação contra a covid-19 no país nesta segunda-feira. Segundo Paes, existe a especulação de a imunização começar no dia 20 de janeiro, coincidentemente Dia de São Sebastião, feriado na cidade.


"Amanhã, o ministro Pazuello vai anunciar as datas do plano. Já ouvi inclusive a especulação de que seria dia 20 de janeiro. Seria uma bela homenagem ao Dia de São Sebastião, nosso padroeiro", afirmou Paes, após reunião com o seu secretariado e o governador em exercício, Cláudio Castro (PSC), no Palácio da Cidade, em Botafogo.


Perguntado sobre a divulgação das datas do plano nacional de imunização, o superintendente do Ministério da Saúde no Rio, George da Silva Divério, não quis confirmar a informação dada por Paes.

"O ministério manifestou para o prefeito que deve anunciar as datas a partir de amanhã ou amanhã. Mas não posso garantir porque não tenho essa informação. Mas pela evolução dos acontecimentos, acredito que possa ser (amanhã). Temos que aguardar o dia de amanhã", disse.


Fonte: Yuri Eiras