Uma semana após acidente, ator Caio Junqueira morre aos 42 anos

GLOBO/DIVULGAÇÃO

O ator Caio Junqueira morreu, nesta quarta-feira (23/1), aos 42 anos, em decorrência dos ferimentos causados por um grave acidente de carro. No dia 16 de janeiro, o artista bateu seu automóvel em uma árvore, no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro. Informações sobre velório e enterro ainda não foram divulgadas.

Câmeras da prefeitura do Rio de Janeiro registraram o momento do acidente. Nas imagens, em dois ângulos diferentes, é possível ver o veículo saindo da pista. O artista foi imediatamente levado ao Hospital Miguel Couto, no Leblon.

unqueira ficou desacordado e preso dentro do veículo, em meio às ferragens, até ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros.

Carreira
Caio Junqueira teve carreira de destaque na dramaturgia brasileira. Um dos papéis mais marcantes do ator foi no longa Tropa de Elite (2007), onde viveu o personagem Neto. Sucesso de bilheteria no país e premiado no Festival de Berlim, o longa de José Padilha deu importante salto na trajetória do ator.

Além do blockbuster policial, Caio participou de importantes longas, como Zuzu Angel (2006), Central do Brasil (1998), onde interpretou Moisés, e O Que é Isso, Companheiro? (1997), no qual viveu o guerrilheiro Julio.

Na televisão, a carreira de Caio foi igualmente extensa, com participação em Malhação (1997-1998), Hilda Furacão (1998), Chiquinha Gonzaga (1999), Brava Gente (2000), Quinto dos Infernos (2002) e Paraíso Tropical (2007).

O mais recente trabalho de Caio Junqueira foi na série O Mecanismo, da Netflix. A produção, também dirigida e produzida por José Padilha, conta os bastidores da Operação Lava Jato, que revelou escândalos de corrupção no Brasil.

Fonte: Metrópoles/ Luiz Prisco