Ex-jogador é suspeito de ter matado e esquartejado a irmã por causa de herança

Arquivo Pessoal

Rio - Quando os amigos de Samura Sento Se Braz, de 34 anos, começaram a procurar a designer gráfica por seu desaparecimento, não imaginavam que as notícias que receberiam sobre o sumiço dela seriam tão trágicas. O corpo da mulher que trabalhava em casa foi encontrado esquartejado na Praia da Rosa, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio, bairro onde ela morava com o irmão, a cunhada e o sobrinho.

E o principal suspeito por tamanha frieza é o próprio irmão da designer, o ex-jogador de futebol Luis Antônio de Medeiros Senna, de 45 anos. Ele, que jogou nas categorias de base do Bangu e Portuguesa e estava desempregado, é procurado pela Polícia Civil como responsável pela morte, esquartejamento e ocultação do cadáver da irmã.

"A gente começou a sentir a falta da Samura uma semana depois de ela realmente ter desaparecido. Fomos na casa dela e, com a ajuda de um chaveiro, entramos no seu quarto e vimos que estava tudo lá", conta uma amiga da designer, que prefere não se identificar. "O irmão dizia que ela não estava em casa porque tinha viajado, mas estranhei porque éramos muito amigas e ela sempre me contava tudo".

Fonte: O Dia / RAI AQUINO