Homens são presos suspeitos de matar mulher e abandonar corpo em colchão no Bosque dos Buritis

 Foto: Reprodução/Polícia Civil

Três homens foram presos suspeitos de matar uma mulher e abandonar o corpo dentro de um colchão, no Bosque dos Buritis, no Setor Oeste, em Goiânia. Camila Alves dos Santos foi assassinada no dia 1º de janeiro deste ano.

De acordo com a Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH) foram presos Thiago Pereira Dias, conhecido como “Pato Rouco”, Jair Paulo Pereira Jorge e Maxwell de Paula Ribeiro e, este último teria recebido R$ 20 para ajudar esconder o corpo. O G1 não conseguiu localizar as defesas dos três suspeitos.

A polícia acredita que a vítima foi morta dentro de um imóvel abandonado, utilizado como abrigo por usuários de drogas. No dia do crime, a perícia identificou ferimentos na mulher semelhantes aos que são feitos por facas.

De acordo com informações da Polícia Civil, na investigação consta que o suposto traficante Thiago “Pato Rouco” teria deixado certa quantidade de drogas para que Camila guardasse, porém, ela vendeu e consumiu parte da substância, motivo pelo qual Thiago e Jair resolveram matá-la.

Os dois ainda teriam pagado os R$ 20 reais para que Maxwell Ribeiro ajudasse a esconder o corpo no colchão e o levasse até o interior do bosque.

Foi uma equipe da Guarda Civil Metropolitana (GCM) da capital, que achou o corpo da vítima, que estava sem documentos. A identificação da mulher ocorreu depois Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia

Os três agora, de acordo com a DIH, responderão pelo homicídio qualificado.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Goiás, o processo sobre os suspeitos está correndo em segredo de justiça.

Fonte: G1 GO