Mãe reencontra filho roubado na porta de hospital no DF há 38 anos

JP RODRIGUES/METRÓPOLES

Desde 11 de fevereiro de 1981, não houve um dia sequer em que Sueli Silva, 56 anos (foto principal), não tivesse pensado no pequeno Luís Miguel. Naquele mês e ano, o recém-nascido foi roubado dos braços da mulher logo após ela sair do Hospital Regional do Gama (HRG), onde deu à luz. Trinta e oito anos depois, a angústia chega ao fim. Após seis anos de investigação policial, o filho foi encontrado. A confirmação veio de um exame de DNA, cujo resultado saiu nessa quarta-feira (24/04/2019).

Os dois ainda não se encontraram, pois o filho mora em João Pessoa (PB). Falaram por celular, em uma emocionante chamada de vídeo. Mas a mulher não se aguenta de ansiedade para encontrá-lo pessoalmente, envolvê-lo em seus braços e abrir um novo capítulo dessa história, que começou em 1972. Então com 9 anos, órfã de mãe e abandonada pelo pai, Sueli e os quatro irmãos (três meninas e um garoto) foram levados pelo avô a um orfanato em Corumbá de Goiás (GO), cidade a 125 quilômetros de Brasília.

Em função de os envolvidos na história já terem morrido ou estarem em idade muito avançada, sem condições de se defenderem, o Metrópoles optou por identificar apenas mãe e filho, além do delegado que investigou o caso.

Sueli conta que aos 13 anos teria sido estuprada pelo filho da administradora da instituição. A violência sexual ocorreu outras vezes. Ela tentou se matar, ingerindo veneno para formiga. Pediu ajuda à mulher, que ignorou os abusos que a adolescente sofria. Acabou grávida e enviada a Brasília para morar com um casal conhecido da dona do orfanato. Ficou no local até o nascimento da filha Juliana, registrada apenas com o nome da mãe.

As duas permaneceram na capital. Sem ter a quem recorrer, Sueli disse que continuou a trabalhar para a dona do orfanato, que também seria proprietária de uma escola infantil no Guará. Mãe e filha continuaram a morar com o mesmo casal.

Em maio de 1980, Sueli conheceu um policial militar com que manteve um breve relacionamento. Na época, o homem estava de partida para o Canadá e não teria ficado sabendo que a namorada havia engravidado. “Foi tudo muito rápido. Tivemos um relacionamento de cerca de três meses. Não sabia mais como encontrá-lo, mas tinha certeza que queria ter e cuidar do meu filho”, disse Sueli.

De acordo com ela, a dona do orfanato não teria acreditado na história. Achava que a criança seria fruto de uma nova investida do filho dela. Por isso, teria ordenado ao casal que mantivesse Sueli trancada em casa até que o bebê nascesse. Em 9 de fevereiro de 1981, Luís Miguel veio ao mundo, no Hospital Regional do Gama (HRG).

Fonte: Metrópoles / Mirelle Pinheiro

Série O Bom Doutor 1ª Temporada Dublado

Série O Bom Doutor 2ª Temporada Dublado

Série O Bom Doutor 3ª Temporada Dublado