Vasco à procura de um substituto para Valentim

Gilvan de Souza / Flamengo

Um dia após a perda do título carioca para o Flamengo, a saída de Alberto Valentim ainda foi tema no Vasco. A demissão do treinador, que, segundo o presidente Alexandre Campello, tinha até sua integridade física em risco diante da forte cobrança da torcida, foi lamentada pelo capitão Leandro Castan, ao mesmo tempo em que novos nomes para o cargo, como de Dorival Júnior, surgiam como possíveis sucessores de Valentim.

"Eu fico triste porque gostava muito do Alberto. Acho que ele fez muitas coisas boas por aqui. Pegou o clube em uma situação difícil no ano passado. Neste ano a gente estava um pouco desacreditado, mas conseguimos começar bem o ano conquistando a Taça Guanabara com 100%. Mas os resultados não vieram e futebol é resultado. Quem está no dia a dia sabe que o trabalho foi bem feito. Independentemente do resultado, vamos guardar as coisas boas. Fiquei muito feliz de trabalhar com ele, desejo toda sorte do mundo para a carreira. Acho que tem um futuro promissor", analisou Castan.

No domingo, Campello já havia avaliado o trabalho como bom e alertou para uma situação perigosa ao justificar a saída do treinador: "A partir do momento que existe pressão muito grande que, de certa forma, põe em risco até a integridade do treinador... E quando achamos que essa pressão começou a atingir também os jogadores, optamos por essa decisão".

O nome de Dorival Júnior passou a ganhar força em São Januário, esbarrando no alto salário. No entanto, o treinador tem uma proposta do exterior. Enderson Moreira também surgiu como cotado, mas também interessa ao Ceará, que demitiu Lisca. Jair Ventura, Lisca, Marcelo Oliveira e Luxemburgo são outras opções no mercado. Para o jogo de volta pela quarta fase da Copa do Brasil, amanhã, diante do Santos, em São Januário, o técnico será Marcos Valadares, sub-20. Após a derrota por 2 a 0 na Vila Belmiro, o Cruzmaltino precisa vencer por dois gols de diferença para levar a decisão para os pênaltis.

Fonte: O Dia