Miss Inglaterra guarda a coroa e volta à função de médica durante crise

Reuters

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Bhasha Mukherjee tem 24 anos e conquistou um dos maiores concursos de beleza do mundo no ano passado. Como Miss Inglaterra, ela teria agora um ano para percorrer o mundo, defendendo causas, ajudando instituições, mas preferiu interromper essa jornada e travar uma guerra em casa, contra o coronavírus.

Mukherjee é médica, especialista em doenças respiratórias, e estava licenciada justamente para poder participar dos concursos de Miss Inglaterra e Miss Mundo, onde concorreu representando seu país, em dezembro do ano passado. Mas agora ela decidiu retornar e combater a Covid-19 na linha de frente.

"Senti que era para isso que eu obtive esse diploma, e que momento seria melhor para fazer parte desse setor em particular do que agora (...) Foi incrível a maneira como o mundo estava celebrando esses trabalhadores da linha de frente, e eu queria ser um deles e sabia que poderia ajudar", disse ela à CNN.

Voltando para o Reino Unido, Mukherjee deixou pra trás convites para ser embaixadora de várias instituições de caridade. Segundo ela, vieram convites da África, da Turquia, do Paquistão, entre outros. Quando tomou a decisão de voltar ao trabalho de médica, no entanto, ela estava na Índia.

Ela conta que fazia visita a escolas, entregava doações, mas mantinha contato com colegas do hospital em que trabalhava em Boston, no leste da Inglaterra. E, ouvindo seus relatos, decidiu voltar. Teve que recorrer ao Alto Comissariado Britânico em Calcutá para conseguir um voo para Frankfurt e depois para Londres.

Mas Mukherjee não pôde retornar ao trabalho assim que chegou, na primeira semana de abril. Ela teve que fazer um período de isolamento em casa, para garantir que não está com o novo coronavírus, mas deverá retornar ao trabalho médico nesta semana.

Fonte: Folhapress