Maia: Ataque de Guedes a senadores pode ter 'custos'

Reprodução

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta sexta-feira que a reação do ministro da Economia, Paulo Guedes, após a derrubada do veto ao reajuste salarial de servidores no Senado "não foi boa" e pode "ter custos". Na última quarta-feira, Guedes criticou a decisão do Senado de derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro e classificou a decisão como "um crime contra o País".

"Tenho certeza que não era a intenção do Paulo (Guedes), que confiou tanto no Senado nos últimos meses, fazer um ataque tão forte, mudar tão rápido de postura em relação ao Senado, mas somos solidários ao Senado", disse em entrevista à CNN. "Não vamos aceitar esse tipo de situação, mas até compreendo o nível de estresse que o ministro deve estar sofrendo", disse.

A fala de Guedes gerou repercussão entre os parlamentares. Na próxima terça-feira, o Senado pode votar um requerimento apresentado pelo presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para convocar o ministro a dar explicações. Questionado sobre um eventual pedido de desculpas, Maia defendeu que o ministro se "antecipe" e peça uma reunião virtual com os senadores.

"Temos que superar esse episódio. Acho que errou, não adianta negar. Gerou incômodo, mas temos que superar esse mal-estar, pelo bem da pauta de reformas", afirmou.

Fonte: Estadão Conteúdo