Modelo alagoana é encontrada depois de um ano desaparecida

 

Foto: Divulgação

A modelo alagoana Eloísa Pinto Fontes, de 26 anos, que estava sendo procurada por parentes há cerca de um ano, foi localizada na terça-feira (6). Ela estaria, segundo o jornal Extra, vivendo no interior do Morro do Cantagalo, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Eloísa foi encontrada por agentes da Operação Ipanema Presente e aparentava estar desorientada.


A jovem já havia sido dada como desaparecida em junho de 2019, na cidade de Nova Iorque, onde morava por razões profissionais. Na ocasião, ela foi encontrada dias depois, vagando pela rua em um município próximo. Os familiares ainda não forneceram detalhes sobre como ocorreu o retorno da modelo ao Brasil, nem sobre as circunstâncias deste segundo desaparecimento.


De acordo com a polícia, Eloísa foi levada para a base do Ipanema Presente, onde recebeu apoio social. De lá, a jovem foi encaminhada para o Instituto Municipal Philippe Pinel, onde foi avaliada psiquiatricamente e ficou internada para cuidados com sua saúde mental.


Nascida no interior de Alagoas, a modelo foi para o exterior tentar, desde muito jovem, carreira na área da moda. Ela já foi casada e tem uma filha com o produtor executivo russo e também modelo Andre Birleanu, de 41 anos. Ele, conhecido por sua participação no programa norte-americano "America's most smartest model",  tem a guarda da criança.


Carreira


Eloísa já foi capa de revistas como "Elle", "Glamour" e "Grazia", e já trabalhou para campanhas de grifes do porte da Dolce & Gabbana. "É uma modelo responsável que, infelizmente, pode estar passando por problemas pessoais. Eu realmente espero que a gente consiga encontrá-la", afirmou um agente da jovem no ano passado, durante o primeiro desaparecimento em Nova Iorque.


Fonte: Portal Folha de Pernambuco