Trump sofre segundo impeachment na Câmara dos EUA

Mandel Ngan/AFP


 EUA - Menos de uma semana para o fim do seu mandato, Donald Trump sofreu o segundo impeachment e se tornou o primeiro presidente da história dos EUA aprovado para ser afastado do cargo duas vezes. Desta segunda vez, o chefe do Executivo norte-americano foi acusado de "incitar a insurreição". Isso em razão da invasão ao Congresso norte-americano na quarta-feira passada. Na ocasião, cinco pessoas foram mortas e mais de 90 presas. 

Com quase todos os votos contados, o número de legisladores favoráveis ao impeachment sob a única acusação de "incitamento à insurreição" ultrapassou 217, número mínimo para ser ter maioria na Câmara Baixa, que tem 433 membros. Pelo menos 10 republicanos votaram com os democratas.


O impeachment do presidente irá desencadear um julgamento no Senado dos Estados Unidos, o que não deve começar até que Trump, de 74 anos, já não esteja mais no cargo.


Pouco antes do início da votação, o segundo democrata na Câmara dos Representantes, Steny Hoyer, pediu aos legisladores para "rejeitar a insurreição, a tirania e a rebelião", e votar para acusar Trump "pelos Estados Unidos, pela nossa Constituição, pela democracia, pela História".


Fonte: AFP