Em jogo de seis gols, Bahia e Goiás ficam no empate na Fonte Nova

 

LANCE

Em confronto contra o Z-4, Bahia e Goiás entraram em campo buscando apenas um resultado: a vitória. E foi um duelo de encher os olhos do torcedor pela televisão. Após sair na frente, o Verdão acabou permitindo a virada do Tricolor ainda na etapa inicial, porém já no segundo tempo, mesmo com Vinicius Lopes deixando tudo igual, Alesson acabou colocando os donos da casa na frente, mas não contavam com o tento de Fernandão, aos 49, fechando o placar em 3 a 3.


Com o resultado, o Bahia pulou para a 16ª colocação agora com 37 pontos, empurrando o Vasco para a zona da degola, mas os cariocas ainda jogam na rodada. Já o Goiás, com o tropeço para o adversário direto, acabou estacionando na 17ª posição com 33 pontos.


INÍCIO MOVIMENTADO COM OS TIMES BUSCANDO O ATAQUE


Precisando do resultado para deixar as últimas colocações, o foco tanto do Bahia, quanto do Goiás, foi para o ataque. Entretanto, alternando descidas, quem oferecia mais perigo era o time da casa com Gilberto e companhia, deixando o goleiro Marcelo Rangel atento a cada lance.


VAR CONFIRMA PÊNALTI E GOIÁS ABRE O PLACAR


Mesmo sendo pressionado pelo time local, o Verdão, em uma das chegadas no campo de defesa rival, após cruzamento de Vinícius, reclamou de um toque do adversário pedindo um pênalti. Com isso, o árbitro Rafael Traci acabou indo consultar o VAR e, momentos depois, apontou para a marca da cal.


Na cobrança de Fernandão, o goleiro chegou a defender com a perna direita, entretanto, a bola sobrou para o atacante que não perdoou e marcou. 1 a 0.


ESQUADRÃO IGUALA TUDO EM SEGUIDA E VIRA NO FINAL DA ETAPA


Minutos após ter sofrido o gol, a equipe de Dado Cavalcanti logo deu o troco. Aos 25 minutos, o artilheiro Gilberto, aproveitando corte errado de David Duarte, aproveitou a deixa para mandar a bomba contra o camisa 88. 1 a 1.


Aproveitando o momento, o time de Salvador não quis saber de deixar o adversário crescer no jogo buscando seu tento, quase marcando com Fernandão. Porém, já na reta final do primeiro tempo, aos 46 minutos, Gabriel Novaes conseguiu colocar o Esquadrão em vantagem, fechando em 2 a 1 o placar parcial.


INÍCIO DE SEGUNDO TEMPO COM GOL DO GOIÁS


Precisando buscar o resultado, a equipe de Glauber Ramos já foi logo indo para cima. E surtiu efeito. Aos 3 minutos, Vinicius Lopes ganhou pelo alto e tratou de igualar tudo de novo. 2 a 2.


EXPULSÃO DE DANIEL, VISITANTES NÃO APROVEITAM E LEVAM O TERCEIRO


Com algumas modificações, o técnico Dado Cavalcanti optou por algumas trocas, entre elas a entrada de Daniel no lugar de Daniel aos 14. Entretanto, o atleta, momentos mais tarde, aos 20, acabou recebendo o cartão vermelho, mas vendo sua equipe marcar com Alesson. 3 a 2.


ÚLTIMOS MOMENTOS COM EMOÇÃO E GOL DO VERDÃO


Mantendo as esperanças de pé, o Goiás não desistiu. Com isso, lutando muito até os momentos finais, a equipe de Glauber Ramos tentava apostar sua últimas fichas até que aos 49 minutos, Fernandão, de cabeça, decretou o empate na Fonte Nova, para delírio do atleta. 3 a 3.


BAHIA 3x3 GOIÁS - 35ª RODADA DO BRASILEIRÃO


Estádio: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Data e horário: 06/02/2021 - 19h (horário de Brasília)

Árbitro: Rafael Traci (FIFA-SC)

Assistentes: Bruno Boschilia (FIFA-PR) e Helton Nunes (CBF-SC)

Árbitro de vídeo: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (CBF-MG)

Cartões amarelos: Rossi e Nino Paraíba (BAH ) / Fernandão, Taylon, Jefferson e Ariel Cabral (GOI)

Cartões vermelhos: Daniel (aos 20'/2ºT)

Gols: Gilberto (aos 25'/1ºT) e Gabriel Novaes (aos 47'/1ºT) (BAH) / Fernandão (aos 18'/1ºT e 49'/2ºT) e Vinícius Lopes (aos 3'/2ºT) (GOI)


BAHIA (Técnico: Dado Cavalcanti)


Anderson; Nino Paraíba (João Pedro, aos 31'/2ºT), Ernando, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Ronaldo, Gregore e Ramon (Daniel, aos 14'/2ºT); Rossi (Fessin, aos 31'/2ºT), Gabriel Novaes (Alesson, aos 14'/2ºT) e Gilberto (Junino, aos 36'/2ºT).


GOIÁS (Técnico: Glauber Ramos)


Marcelo Rangel; David Duarte (Taylon, 1'/2ºT)), Fábio Sanches e Iago Mendonça; Breno (Gustavinho, aos 39'/2ºT), Jefferson (Rafael Moura, no intervalo), Índio (Miguel Figueira, aos 23'/2ºT), Henrique Lordelo (Ariel Cabral, aos 23'/2ºT) e Shaylon; Fernandão e Vinicius Lopes.


Fonte:  Lance