Água jorra de árvore próxima ao Santuário de Frei Damião, em São Joaquim do Monte, e fiéis dizem: 'Tudo indica que é um milagre'

Foto: TV Asa Branca/Reprodução


 São Joaquim do Monte, no Agreste de Pernambuco, carrega no nome a fé. O município do interior, que fica a 133 km do Recife, se orgulha de ter sido visitado com frequência por um homem que muitos consideram ser um santo: Frei Damião. Nos últimos dias, próximo ao santuário que há na cidade em homenagem ao frei, árvores foram podadas. De uma elas, saiu um líquido que tem atraído muitos fiéis - por causa do frade, eles acreditam que a água é milagrosa.


O aposentado José Sidrônio viajou 50 km para tentar beber um pouco do líquido que ele considera ser sagrado. "Vim receber os milagres de Frei Damião. Tomei um pouquinho da água para ver se recebo a cura. Eu estava com gripe e com a cabeça doendo. Quando tomei a água, senti mais um alívio", disse.


O padre do município, Izael Torres, ficou surpreso com a visita dos fiéis ao santuário. "Muitos romeiros pegaram a água. Eles dizem que essa água é um milagre, na religiosidade popular e na fé simples do povo de Deus", ressaltou.


"Frei Damião sempre pregou o bem por onde ele andou. E justamente agora naquela árvore correndo água. Tudo indica que é um milagre. É um fenômeno que ninguém sabe avaliar. É uma mensagem que não temos como explicar", pontuou o aposentado José Amaro.

O que diz o especialista?

O professor e biólogo Alexandre Henrique disse que há uma explicação científica para o líquido que sai das árvores. "Aqui, é um conjunto de fatores. A espécie da árvore, a idade delas. Elas absorvem os sais minerais do solo. A tendência é que a água suba no fluxo até as folhas. Como houve a poda, esse processo foi interrompido e aí acumulou a água na estrutura da árvore", explicou.


Mesmo sabendo que há uma explicação, a aposentada Maria de Lourdes da Conceição decidiu esperar para levar algumas gotas do líquido para casa. "Eu acredito em Frei Damião. Primeiramente Deus e depois Frei Damião. Pela minha fé, é [milagre]. Não sei depois, que vir os estudos. Mas vou tomar [a água] para ficar boa", destacou.


Em São Joaquim do Monte, as romarias continuaram mesmo depois que Frei Damião morreu, em 1997. O município de 20 mil habitantes chega a receber 150 mil pessoas para as procissões até o santuário, onde fica uma estátua de 10 metros de altura do frei.


Reconhecimento como santo

Frei Damião nasceu em Bozano, na Itália, e chegou ao Brasil em 1931 para ampliar a evangelização no Nordeste. Ele era seguido por multidões quando ia de cidade em cidade fazendo celebrações nas chamadas "missas sagradas".


O processo que busca o reconhecimento de Frei Damião como santo está no Vaticano e tem várias etapas. Atualmente, a Igreja Católica o considera venerável. O próximo passo é ter a aprovação de um milagre ocorrido após a morte do frei, o que garantiria a beatificação, e outro milagre após a beatificação para haver o reconhecimento como santo.


Fonte: Magno Wendel, TV Asa Branca

0 Comments:

Postar um comentário

AJUDAR O BLOG CLIQUE NO ANUNCIO!

Como passar no encurtador Drop link

AJUDAR O BLOG CLIQUE NO ANUNCIO!