Moraes bloqueia vaquinha para ato de 7 de setembro e proíbe investigados de chegar perto do STF

Foto: Agência Brasil



Na decisão que autorizou os mandados de busca e apreensão contra o deputado Otoni de Paula (PSC-RJ) e o cantor Sérgio Reis, o ministro Alexandre de Moraes, do STF, proíbe que os dez alvos da operação da manhã desta sexta-feira (20) participem de qualquer evento em ruas e monumentos no Distrito Federal.


Os investigados estavam organizando um ato para o dia 7 de setembro em favor do impeachment dos ministros do Supremo e pelo voto impresso nas próximas eleições.


Moraes determinou ainda que eles não podem se aproximar, no raio de um quilômetro, da Praça dos Três Poderes, em Brasília, de integrantes do STF e de senadores.


Segundo a decisão, a medida tem o objetivo de "evitar a prática de infrações penais e preservação da integridade física e psicológica dos ministros, senadores, servidores ali lotados, bem como do público em geral que diariamente frequenta e transita nas imediações."


A única exceção serve para o parlamentar, em razão da necessidade do exercício de suas funções.


O ministro do STF determinou ainda a imediata suspensão dos perfis dos investigados nas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter e YouTube) e decidiu bloquear a chave Pix que vinha recebendo dinheiro para bancar as manifestações do dia 7 de setembro.


Os dez alvos da operação também estão proibidos de se comunicar entre si.


Fonte: Camila Mattoso - Folhapress

0 Comments:

Postar um comentário

Como Assistir Filme no NetuTv Pelo Celular?

AJUDAR O BLOG CLIQUE NO ANUNCIO!

Como passar no encurtador Drop link

AJUDAR O BLOG CLIQUE NO ANUNCIO!