Pai de jovem morto após discussão em van de transporte clandestino diz que família está destruída e ressalta: ‘Motivo tão banal’

Foto: Redes Sociais


 O pai de Wesley Nogueira do Santos, assassinado a facadas após uma discussão com um motorista de van de transporte clandestino, em Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador (RMS), não se conforma de ter perdido o filho, de apenas 18 anos, por causa de uma porta de um veículo. Marcos Almeida afirmou que a família está destruída depois do crime que aconteceu no sábado (2).


Jovem é morto a facadas após discussão com motorista de transporte clandestino em Lauro de Freitas

“Uma morte tão banal… nós estamos destruídos. Não tem porque… um motivo tão banal, tão fútil”, resumiu em contato com o iBahia.


Wesley teria discutido com o motorista de um transporte alternativo por ter batido com força a porta do veículo, ao descer do carro. A situação aconteceu no Largo do Caranguejo, em Itinga, quando o jovem fazia o percusso para retornar para casa em Itapuã, bairro de Salvador. O suspeito teria atingido o jovem com um golpe de faca em meio à discussão.


O caso foi registrado pela família na 27ª Delegacia Territorial, em Itinga, que investiga o crime. Segundo Marcos, a Polícia Civil informou que estava solicitando as imagens do local do embarque de Wesley, até o ponto em que saiu do veículo. Até esta terça-feira (5), o suspeito não foi preso.


Wesley foi levado ao Hospital Geral Menandro de Farias – mesma unidade onde nasceu – foi atendido, mas não resistiu aos ferimentos. O jovem era casado e deixou uma filha de três anos. Ele foi sepultado no domingo (3).


Fonte: iBahia

0 Comments:

Postar um comentário

AJUDAR O BLOG CLIQUE NO ANUNCIO!

AJUDAR O BLOG CLIQUE NO ANUNCIO!