Fortes chuvas deixam oito mortos em São Paulo; cidade está em alerta

ALE VIANNA/ELEVEN/ESTADO CONTEUDO

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de perigo para os temporais em São Paulo. A maior cidade do país enfrenta fortes chuvas desde a madrugada e, até o momento, ao menos oito pessoas morreram. As precipitações podem atingir 100mm de acordo com alerta dos meteorologistas.

O aviso aponta para risco de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios. Desde a meia-noite de domingo (10/3), o Corpo de Bombeiros de São Paulo atendeu mais de 600 chamados para enchentes. Os bombeiros registraram ainda 34 quedas de árvore, 54 desabamentos e três deslizamentos graves.

Em Ribeirão Pires, no ABC Paulista, o desabamento de uma casa matou quatro pessoas de uma mesma família. Outras duas morreram na Avenida dos Estados. Em Taboão, em São Bernardo do Campo, uma outra pessoa perdeu a vida. Em Embu das Artes, o desabamento de uma casa matou uma criança.

As pancadas vão continuar até pelo menos quarta-feira (13), segundo o meteorologista do Inmet, Hamiltom Carvalho. “Vai continuar chovendo, mas o sol volta a aparecer. Essas pancadas são normais para esta época do ano“, explica. O especialista destaca que a primeira quinzena de março deve superar a média comum para o período.

Entre as recomendações está não enfrentar o mau tempo, observar alterações nas encostas, desligar aparelhos elétricos e quadro geral de energia. Em caso de inundação, proteger pertences da água envoltos em sacos plásticos.

A previsão do tempo para esta segunda-feira é de mais chuvas. A temperatura varia entre 18ºC e 23ºC. A umidade relativa do ar atinge 95% e nos momentos mais quentes do dia cai a 70%.

A forte chuva em São Paulo começou por volta das 18h da noite de domingo (10) e se estendeu até quase 3h da madrugada desta segunda-feira, segundo informações do Clima Tempo.

Fonte: Metrópoles/ Otávio Augusto