Gilberto Kassab diz que “PSD não fechará questão sobre Previdência”

DANIEL FERREIRA/METRÓPOLES

Após se encontrar com Jair Bolsonaro (PSL) nesta quinta-feira (4/4), o presidente do PSD, Gilberto Kassab, adiantou que o partido não fechará questão sobre a reforma da Previdência. Ou seja, de acordo com o presidente, os parlamentares terão direito a escolha pessoal na hora de votar.

“O partido não fechará questão, mas faremos um esforço bastante intenso no sentido de mostrar aos parlamentares a importância dela para o Brasil”, afirmou Kassab. Segundo ele, a reforma segue em sintonia com os projetos do PSD e, por isso, não haverá dificuldade em convencer os deputados da bancada. “Haverá uma boa vontade do partido”, garantiu.

O presidente contou que Bolsonaro pediu, durante o encontro, ajuda com a articulação política para a aprovação do texto. Kassab deixou claro, no entanto, a política de independência do governo. Para ele, isso não exclui o apoio a projetos que estejam “sintonizados com o programa do partido”.

Durante conversa com a imprensa, Kassab garantiu que não houve oferta de cargos em troca de votos e comentou ser cedo para cobrar qualquer articulação com o Congresso Nacional.

Atuação
O presidente do PSD aproveitou o momento para parabenizar a conduta do ministro da Economia, Paulo Guedes, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, nessa quarta-feira (3). Para ele, era de se esperar as ofensas vindas da oposição e disse que foi necessário “coragem” para enfrentar o embate.

Na opinião de Kassab, a obrigação de articular com o Parlamento é do chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e do ministro da Secretaria de Governo, Santos Cruz. “Não vejo o Guedes fazer articulação, vejo ele como ministro da Economia trabalhando pra convencer o Congresso Nacional de que esse é um projeto imperante ao Brasil”, completou.

Fonte: Metrópoles / Natália Lázaro

0 Comments:

Postar um comentário

AJUDAR O BLOG CLIQUE NO ANUNCIO!

Como passar no encurtador Drop link

AJUDAR O BLOG CLIQUE NO ANUNCIO!